Resenha: O inverno que não acabou


Título: O inverno que não acabou e outros contos
Autor: Adriano de Andrade
Páginas: 141
Editora: Talentos da Literatura Brasileira


 Sinopse:
Um homem lutando contra as suas – amargas – lembranças; um psicopata oculto perturbando sua vítima em um cenário obscuro; dois mundos distintos que seguem caminhos paralelos e quase se cruzam; um erotismo imaginário preenchido com sofrimento alheio; o sonho perdido de uma criança e o vício na vida de um gênio. Elementos que compõem as narrativas curtas deste livro; uma seleção de contos para colocar suas sensações à flor da pele. Em um universo que percorre diferentes cenários relacionados às aflições que cercam o indivíduo, O inverno que não acabou e outros contos revela a eterna alternância dos sentimentos que resumem a esperança e a descrença na atitude humana.

Resenha:


Olá Olá Sonhadores, hoje vou falar (depois de décadas que não apareço por aqui) sobre um livro de contos, fazia muito tempo que eu não lia contos sabe, e quando me deparei com este livro e sua sinopse , pensei "preciso tirar o atraso e nada melhor do que um livro com uma sinopse atrativa e uma capa misteriosa ♥"
O primeiro conto do livro, leva o nome do título da obra e é simplesmente maravilhoso, o personagem descreve a sua infância e como tudo se transforma da água para o vinho,  por conta da relação conflituosa dos seus pais, e isso mostra como um casal , que cria seus filhos em um ambiente de brigas e desentendimentos acaba afetando indiretamente aqueles que o cercam. O incrível é a criação do cenário, como você começa a imaginar as coisas a partir da descrição do personagem, e tudo de repente muda.
"Por todos os cantos da casa,eu só via escuridão. Era um tempo em que o vento se mostrava impiedoso..." Conto 1- O inverno que não acabou.
Obviamente não irei citar cada conto, mas devo deixar claro que alguns me deixaram mais pensativas do que outros, e ao fim de cada um, meu sentimento era diferente, uns eu terminava com um sorriso no rosto, outros me davam certa angustia, outros eu ficava imaginando uma continuação e assim vai. 
Outro conto que me deixou impressionadíssima com o livro foi "Drywall" sabe quando você esculta algo ou ver algo por partes e não sabe o que de fato estava sendo dito ou acontecendo e sua mente começa a buscar uma explicação ou começa a pensar em cada detalhe do que poderia está ocorrendo ? Tenho certeza que todos já passaram por isso, a mente é uma fábrica de "criação de histórias" e nada mais ousado do que a mente humana. No conto Drywall, acontece algo parecido, não posso descrever o que, pois é o ápice do conto, mas posso revelar que as vezes nem sempre o que imaginamos que possa está acontecendo, seja realmente aquilo.


Outro conto que me fez ficar de certo modo "perturbada, angustiada"  foi " A maçaneta branca" pois um homem recebe um pedido de serviço, a pintura de uma casa, um pouco estranho de fato; Pois ele nunca viu ou soube quem o contratou, mas mesmo assim aceitou o  trabalho, esse conto é o mais longo do livro, imaginei que fosse ser cansativo, mas pelo contrário, foi instigante, pois ele tinha 7 dias para pintar a casa e a mesma tinha 7 cômodos e durante todos os dias ele recebia uma carta e a cada dia que se passava as cartas ficavam mais estranhas e terroristas. Como "não trocar de roupa durante a pintura, ou pintar apenas um cômodo por dia, e a cor da casa, totalmente preta" entre outras ordens mais ousadas que não irei revelar. 

Outros contos como "A perder de vista" que a história é tão real, que você não se admira,mas se assusta, por ser algo do dia a dia, tão comum, mas que você nunca parou para perguntar o que se passa na vida daquela pessoa. No caso o conto retrata a vida de uma mendiga e seu bebê de colo, e a vida de um homem rico e sofisticado. 
Mal conseguindo se ajeitar para pegar duas moedas perdidas num canto qualquer do paletó e lança-las sem interesse sobre o prato raso esquecido na calçada.Sem se dar ao trabalho de virar o rosto,por completo desinteresse...continuou seu caminho rumo a vida de fartas oportunidades para poucas pessoas. Conto 6 - A perder de vista.

Bom, os contos são maravilhosos, admito que uns mais que outros, porém todos em um ótimo nível, o livro é bem fininho, a leitura é tranquila o modo de escrita do Adriano não é complexa, é de fácil entendimento. Os meus contos favoritos foram Faltou-me (1,2,3 e 4) onde é relatado diferentes épocas da vida, e momentos onde o Ar vem a faltar. No nascimento, em um beijo, no casamento e por fim, no descanso eterno. 

Incrível que quando se termina o livro, a sinopse fica algo tão claro! 
 Enfim, quer saber onde comprar?
Saraiva - Clique aqui!
Submarino- Clique Aqui!
Travessa- Clique Aqui!
Amazon-Clique Aqui!


OBS: QUER? ME SEGUE NO INSTA OU FICA DE OLHO QUE TERÁ SORTEIO 


Abraços e beijos da Tay.
XOXO

2 comentários

  1. Adorei a resenha e a forma como você nos conta detalhes do livro, sem dar nenhum spoiler HAHAHA. Estou louca para ler a obra. 💗

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiramente obrigada!! Eu gosto muito de fazer resenhas assim sabe,como se eu estivesse realmente conversando com alguém, para não dar spoiler \o. Leia sim, depois me conta o que achou e de qual mais gostou ♥

      Excluir